Marcos Freitas e Fu Yu em competição em Varsóvia (Polónia)

 

    A União Europeia de Ténis de Mesa (ETTU) realiza, entre os próximos dias 22 e 27 de junho, em Varsóvia (Polónia), o Campeonato de Europa Individual 2020. Após um interregno de três anos devido ao adiamento deste mesmo campeonato, que inicialmente, se encontrava agendado para setembro do ano passado, é chegado o momento de disputar aquela que será a mais importante prova individual do continente europeu.
    As Seleções Nacionais de Portugal irão marcar presença neste grande evento, com destaque para a participação do atleta madeirense Marcos Freitas e de Fu Yu, a que se juntam Diogo Carvalho, João Geraldo, João Monteiro, Tiago Apolónia, Inês Matos, Leila Oliveira, Rita Fins e Shao Jieni.
     Os treinadores responsáveis serão Kong Guoping, Francisco Santos e Xie Juan. A comitiva lusa será liderada por Pedro Moura, presidente da FPTM.
    Neste evento, que reúne os melhores atletas da europa, serão disputados os títulos europeus na vertente de singulares, pares e pares mistos, sendo que a competição inicia-se com a fase de grupos, a ser realizada a partir de hoje (terça-feira, 22 de junho). Marcos Freitas, João Monteiro, Tiago Apolónia, Fu Yu e Shao Jeni asseguraram entrada direta no mapa final de singulares, enquanto Diogo Carvalho, João Geraldo, Inês Matos, Leila Oliveira e Rita Fins terão de disputar a fase de qualificação.
    Para Marcos Freitas, esta participação acontece num bom momento de forma, depois de ter alcançado o título de campeão da Primeira Liga Russa, pelo Fakel Gazprom. O atleta internacional madeirense é o atual n.º 7 do Ranking Europeu e continua a ser um dos candidatos aos lugares cimeiros desta competição.
   De referir que o olímpico madeirense participou no Campeonato da Europa Individual em 2018, onde alcançou os quartos de final, tendo apenas sido derrotado pelo sueco  Kristian Karlsson.
    Para a atleta Fu Yu, atual n.º 14 do Ranking Europeu, esta será mais uma importante participação internacional, relembrando que Fu arrecadou a medalha de prata em 2016.