LIGA DOS CAMPEÕES EUROPEUS
TTC Fakel Gazprom disputa prova concentrada
 
Terá lugar em Dusseldorf (Alemanha), entre os dias 11 e 18 de dezembro 2020, a realização da Liga dos Campeões Masculina referente à época desportiva de 2020/21.
Após interregno da época transata, cuja prova não foi concluída devido à pandemia COVID-19, os planos da prova rainha de clubes sofreu significativas alterações logísticas. As equipas vão competir em sistema de "bolha", em regime de concentração, semelhante à forma anteriormente utilizada com outras modalidades desportivas e com sucesso.
O sistema competitivo foi adaptado de acordo com as contingências necessárias. Foram constituídos três grupos de quatro equipas e um grupo de três equipas, defrontando-se as equipas, a uma volta, em sistema de "round robin". Os dois primeiros classificados de cada grupo qualificam-se para os quartos de final, enquanto os terceiros e quartos classificados são "despromovidos" à Europe Cup. 
O atleta madeirense Marcos Freitas, que na presente época desportiva continua em representação da equipa russa do Fakel Gazprom Orenburg, volta a integrar esta competição, onde tem brilhado ao longo da sua carreira. A equipa russa está inserida no GRUPO A, juntamente com a equipa do KS Dartom Bogoria Grodzisk (Polónia), Post SV Muhlhausen 1951 (Alemanha) e Leka Enea TDM (Espanha), partindo para esta competição com expectativas altas, na esperança da renovação do titulo que conquistou na época desportiva 2018/2019. 
O olímpico madeirense, atual n.º 25 do ranking mundial, poderá escrever aqui mais uma página gloriosa na sua carreira desportiva, tendo conquistado já esta prova por  quatro ocasiões: Borussia Düsseldorf (2009), AS Pontoise (2014 e 2016) e Fakel Gazprom Orenburg (2019). 
Na super equipa russa, Marcos Freitas terá a companhia de Lin Yun-Ju (China-Taipei, 7RM), Dimitrij Ovtcharov (Alemanha, 12RM), Vladimir Samsonov (Bielorrúsia, 27RM), Denis Ivonin e Alexey Liventsov (ambos da Rússia, 279RM e 289RM).
Relembre-se que Marcos Freitas regressa aos palcos internacionais nesta competição, depois do início da Liga Russa e da presença no Riu Spain Masters 2020, numa retoma que se espera seja positiva e prepare da melhor forma a presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio, aguardando-se pelo regresso do Circuito Profissional, entretanto renovado pela Federação Internacional de Ténis de Mesa e demais parceiros.
O currículo e palmarés do madeirense projetam-no para novos desafios, numa difícil fase da carreira devido à paragem forçada pela Covid-19, mas onde a conquista de títulos nacionais em diferentes Ligas, Campeonato da Europa por Equipas, Taça da Europa e a participação nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016 são um importante estímulo para 2021.
 
fakel